Dissertações Defendidas - 2020

Programa de Pós-Graduação Stricto Sensu em Engenharia de Produção

Título: Cadeia Produtiva do Setor de Cosméticos Orgânicos e sua Integração com as Práticas Verdes
Autor(a): Janaina Aparecida Ribeiro Nunes
Orientador(a): Profa. Dra. Silvia Helena Bonilla 
Data: 15/01/2020
Resumo: Tradicionalmente, o foco da cadeia de produção é diminuir o custo e aumentar a eficiência sem nenhuma abordagem ambiental. Empresas do setor de cosméticos, perfumaria e higiene pessoal estão recorrendo aos elos da cadeia produtiva com o objetivo de entender quais aspectos poderiam ser melhorados para ser tornarem mais sustentáveis. Para solucionar a falta de regulamentação sobre a produção de cosméticos orgânicos, as empresas estão contratando certificadores de produtos orgânicos como o COSMOS europeu e o IBD brasileiro, o que implica no atendimento de uma série de diretrizes que atingem quase todas as partes da cadeia produtiva. Esse processo resulta em um selo de aprovação, garantindo mais segurança e transparência ao consumidor. No entanto, as diretrizes em si não são suficientes para tornar a cadeia de produção mais sustentável devido a suas restrições, portanto, a adoção de práticas como os conceitos de Green Supply Chain e de Life Cycle Thinking podem promover alternativas limpas e reprogramar todo o ciclo de produção do produto. O objetivo desta pesquisa foi identificar possíveis práticas ao longo da cadeia de suprimentos de cosméticos, por meio das diretrizes COSMOS e IBD, com práticas de cadeia de suprimentos verdes, alinhar a cadeia de suprimentos de produtos sustentáveis ​​com a abordagem do pensamento do ciclo de vida e analisar os pontos de aderência e conflito de cosméticos orgânicos. A pesquisa bibliográfica foi utilizada para responder à pergunta da pesquisa, onde se concluiu que há necessidade de investir em tecnologia e inovação, além de promover conexões entre elos da cadeia, do fornecedor ao descarte do produto final.

O presente trabalho foi realizado com apoio da Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior - Brasil (CAPES) - Código de Financiamento 001

Palavras-chave:Cosméticos. Cosméticos orgânicos. Sustentabilidade. Green supply chain. Cadeia de suprimentos. Life cycle thinking
Área de Concentração: Gestão de Sistemas de Operação
Linha de Pesquisa: Redes de Empresas e Planejamento da Produção
Projeto: Indústria 4.0: Aspectos Tecnológicos, Econômicos, Sociais e Ambientais.
Grupo de Pesquisa da UNIP cadastrado no CNPq: Indústria 4.0: Aspectos Tecnológicos, Econômicos, Sociais e Ambientais.


Título: Uma análise da gestão do estoque para tomada de decisões estratégicas no segmento de medicamentos
Autor(a): Adriana Formigone
Orientador(a): Prof. Dr. José Benedito Sacomano 
Data: 02/03/2020 
Resumo: O cenário mercadológico de medicamentos no Brasil vem crescendo a cada ano com o aumento do consumo de medicamentos. Considerando a grande variedade dos mesmos no mercado nacional, a gestão do armazenamento, movimentação e sua distribuição se tornaram um desafio para as indústrias farmacêuticas, e a gestão do estoque de medicamentos é uma das atividades logísticas de maior responsabilidade frente às exigências legislativas, comerciais e estratégicas das empresas. Sobre esse aspecto, a terceirização da gestão dos armazéns pelas indústrias fabricantes vem se apresentando como estratégica no desenvolvimento da integração de suas atividades junto aos fornecedores e clientes. Nesse cenário o objetivo proposto para este estudo será uma análise da aplicabilidade do uso do sistema de gestão WMS na tomada de decisão sobre o gerenciamento do estoque de medicamentos pelos Operadores Logísticos. A metodologia adotada foi a análise exploratória, composta de duas etapas, sendo a primeira, uma revisão bibliográfica através da busca por periódicos nas plataformas de pesquisa, ressaltando os possíveis benefícios do sistema WMS na gestão do estoque. Em uma segunda etapa, os dados foram confrontados através do estudo de caso da percepção dos usuários do sistema WMS. Para tanto, os usuários responderão sobre a performance do sistema frente às funções apontadas pelas referências pesquisadas. Os resultados indicaram que, em 100% dos entrevistados houve aplicabilidade do uso do sistema de gestão WMS nas atividades de armazenamento relacionadas ao direcionamento dos medicamentos, no controle do inventário e planejamento do estoque, específica da área de expedição, nas atividades documentais de entrega, nota fiscal, guia de remessa e no controle da saída de produtos do estoque. Os dados gerados neste estudo contribuirão para uma análise conclusiva sobre a percepção dos usuários sobre a eficiência do sistema WMS.

Palavras-chave: Medicamento, Gestão de Estoque, Estratégia, Integração, WMS.
Área de Concentração: Gestão de Sistemas de Operação
Linha de Pesquisa: Redes de Empresas e Planejamento da Produção
Projeto: Indústria 4.0: Aspectos Tecnológicos, Econômicos, Sociais e Ambientais.
Grupo de Pesquisa da UNIP cadastrado no CNPq: Indústria 4.0: Aspectos Tecnológicos, Econômicos, Sociais e Ambientais.


Título: Obstáculos Enfrentados pelo Empreendedorismo Inovador com Base Tecnológica no Brasil
Autor(a): Alan de Carvalho Gonçalves
Orientador(a): Profa. Dra. Márcia Terra da Silva
Data: 17/06/2020
Resumo: O empreendedorismo é de suma importância, não somente para a sociedade, mas também para o crescimento e desenvolvimento do país. O surgimento das startups mostra-se uma tendência de grande crescimento, principalmente pelos empreendedores iniciantes. Porém, as mudanças na forma de abrir, gerir e conduzir uma startup é diferente das empresas tradicionais, já conhecidas no mercado. Por esse motivo, o objetivo geral desse trabalho é enfatizar as dificuldades pelas quais os empreendedores passam para consolidar seu empreendimento no mercado brasileiro. Já os objetivos específicos são: identificar na literatura as dificuldades encontradas pelos empreendedores de startups no Brasil e verificar a maneira como os empreendedores atuam para contornar tais dificuldades. Para atingir os objetivos em questão, foi aplicado um questionário Likert contendo 18 perguntas fechadas para empreendedores em fase inicial de desenvolvimento de uma startup. Os resultados apontaram que a falta de conhecimento da administração financeira por parte dos sócios, restrições financeiras iniciais e conflito entre os sócios são as dificuldades mais presentes na opinião de empreendedores.

Palavras-chave: Empreendedorismo. Startup. Dificuldades encontradas pelos empreendedores.
Área de Concentração: Gestão de Sistemas de Operação
Linha de Pesquisa: Redes de Empresas e Planejamento da Produção
Projeto: Indústria 4.0: Aspectos Tecnológicos, Econômicos, Sociais e Ambientais.
Grupo de Pesquisa da UNIP cadastrado no CNPq: Indústria 4.0: Aspectos Tecnológicos, Econômicos, Sociais e Ambientais.


Título: Avaliação em Emergia da Cadeia Produtiva de Flores e Plantas Ornamentais
Autor(a): Rute Hatsue Oji Wada
Orientador(a): Profa. Dra. Cecília Maria Villas Bôas de Almeida
Data: 06/08/2020
Resumo: Modelo de negócio, em geral, é um conceito de venda de produto com valores monetários. Para a cadeia produtiva de flores são necessários insumos como, mão de obra, eletricidade, maquinários, combustível, fertilizantes, pesticidas, água e adubo para produzir flores. Em geral, esses insumos são contabilizados para gerar o custo operacional da produção. A distribuição feita por caminhões resulta em uso de combustível fóssil para as entregas até os entrepostos e as floriculturas, para a comercialização das flores. Este trabalho avaliou e comparou quatro modelos de negócio tradicional, online, PSS1 e PSS2. A implantação de serviço agregado ao produto nos modelos de negócio tradicional online, PSS1 e PSS2, por meio da plataforma digital, proporcionou mudanças nos fluxos de entrada. Para contribuir com uma visão da sustentabilidade nos modelos de negócios, o objetivo do trabalho foi mensurar a quantidade de recursos na cadeia produtiva de flores e plantas ornamentais. Para atingir esses objetivos, indicadores do método em emergia, como a contabilidade ambiental, foram considerados. Os resultados mostram que o modelo de negócio tradicional, online, PSS1 e PSS2, possui rendimento (EYR) igual a 1 e alta carga ambiental (ELR) para os quatro modelos de negócio, gerando muito estresse ao meio ambiente. A relação de troca obteve resultado insignificante para comparação e baixa sustentabilidade (ESI) para os quatro modelos de negócio, com valores menores que 1. Implantar tecnologia e PSS no modelo de negócio na cadeia produtiva mostrou que não houve sustentabilidade no sistema. A avaliação em emergia mostrou que modelos de negócios PSS são aplicáveis, podendo ser modificados ao longo do tempo, mas somente a implantação do PSS não mostra sustentabilidade no sistema. Tornar o uso dos recursos mais eficiente é a proposta da sustentabilidade em emergia.

Palavras-chave: Product Service System. Modelo de negócio. Indicadores de sustentabilidade. Contabilidade ambiental em emergia.
Área de Concentração: Engenharia de Produção e Meio Ambiente
Linha de Pesquisa: Avanços em Produção Mais Limpa e Ecologia Industrial
Projeto: Avaliação e aplicação de Indicadores para desenvolvimento sustentável
Grupo de Pesquisa da UNIP cadastrado no CNPq:


Título: Um Estudo Exploratório da Transição da Indústria 4.0 para a Sociedade 5.0
Autor(a): João José Giardulli Junior
Orientador(a): Prof. Dr. Rodrigo Franco Gonçalves
Data: 19/08/2020
Resumo: As inovações tecnológicas têm sido uma constante no mundo e têm provocado grandes revoluções não só na economia de escala, mas também nas possibilidades de personalização de produtos e na maneira como as pessoas estão vivendo. Este trabalho tem o objetivo de apresentar estas inovações ajudando a entender os fenômenos, tanto da Quarta Revolução Industrial como o da recém criada no Japão, Sociedade 5.0. Para isso foi desenvolvida uma revisão da bibliografia e análise documental. Como resultado alcançados temos que os desafios que se apresentam não são pequenos, porém suscitam oportunidades de melhorias em várias áreas da sociedade desde que, para isso, sejam criadas políticas públicas que fomentem a criação de manufaturas inteligentes, o aproveitamento de energias renováveis e uma melhor distribuição de renda na sociedade como forma de sobrevivência do próprio modelo capitalista vigente.

Palavras-chave: Indústria 4.0. Sociedade 5.0. IoT. CPS. Cibernética. Sistema.
Área de Concentração: Gestão de Sistemas de Operação
Linha de Pesquisa: Redes de Empresas e Planejamento da Produção
Projeto: Indústria 4.0: Aspectos Tecnológicos, Econômicos, Sociais e Ambientais.
Grupo de Pesquisa da UNIP cadastrado no CNPq: Indústria 4.0: Aspectos Tecnológicos, Econômicos, Sociais e Ambientais.


Título: Mobilidade urbana das grandes metrópoles: o estudo da região metropolitana de São Paulo
Autor(a): Luiz Alexandre Rodrigues Alves de Carvalho
Orientador(a): Profa. Dra. Silvia Helena Bonilla
Data: 30/09/2020
Resumo: É lugar comum dizer que o mundo está cada vez mais urbano. Analisando as metrópoles, vê-se uma necessidade cada vez maior da utilização da tecnologia para a adequação da infraestrutura das regiões metropolitanas a esses grandes adensamentos e às novas necessidades da vida cotidiana. Para isso, pode-se fazer uma leitura urbana sob a ótica das novas teorias urbanas, incluindo aí as Smart Cities, teoria que engloba diversas ferramentas tecnológicas de análise das dimensões que compõe uma cidade. Assim, sob todos os aspectos, a questão da mobilidade mostra-se fundamental. Utilizando parâmetros de diversas pesquisas, algumas delas que vem sendo realizadas há mais de 50 anos, será analisada a questão da mobilidade urbana da Região Metropolitana de São Paulo e será mostrado como ela interfere na qualidade de vida e no dinamismo necessário para incorporar a metrópole às grandes cadeias de mercado global.

Palavras-chave: Mobilidade urbana; smart cities; São Paulo
Área de Concentração: Gestão de Sistemas de Operação
Linha de Pesquisa: Redes de Empresas e Planejamento da Produção
Grupo de Pesquisa da UNIP cadastrado no CNPq: Indústria 4.0: Aspectos Tecnológicos, Econômicos, Sociais e Ambientais


Título: Estudo de impacto ambiental no transporte de hortifruti e avaliação da sustentabilidade de motores a combustão interna (ciclo otto)
Autor(a): Gilson Tristão Bastos Duarte
Orientador(a): Profa. Dra. Irenilza de Alencar Naas
Data: 07/10/2020
Resumo: O conceito de impacto ambiental reflete o quanto determinadas ações afetam o meio ambiente. O transporte rural e urbano que utiliza combustível líquido produz dióxido de carbono, que é um gás anisotrópico e induz o efeito estufa. É preciso estabelecer critérios que permitam indicar o comportamento futuro da logística de transporte, tanto rural, de alimentos dos centros produtores para os centros consumidores, como aquela de transporte urbano de passageiros. Desta forma, torna-se necessário traçar um plano estratégico para o desenvolvimento técnico de uma nova geração de motores de grande cilindrada para fins comerciais, que utilizem combustíveis fósseis de baixa octanagem e com adição de combustíveis orgânicos a essa mistura, por diminuírem a emissão de poluentes. O objetivo desta dissertação foi estudar o impacto ambiental de motores em dois estudos de caso, o de transporte de produtos da região produtora para o centro de abastecimento, e a avaliação da sustentabilidade de motores a combustão interna (ciclo Otto) utilizando combustíveis orgânicos. O primeiro estudo levantou dados de distâncias entre produtores rurais e um centro de distribuição localizado em Campinas, SP e avaliou o impacto ambiental do transporte de produtos. O segundo analisou os resultados da utilização de combustíveis orgânicos misturados a fósseis, utilizando um powertrain e sistemas de medição de emissão de gases. Os resultados indicaram que em um país continental como o Brasil, é inevitável o uso de transportes de longa distância para a distribuição de produtos durante a entressafra. Também mostraram que a mistura de combustíveis orgânicos diminui a emissão de poluentes em motores de ciclo Otto. O planejamento adequado de quantidades e distâncias ajuda a minimizar o impacto ambiental no transporte de mercadorias. Também se conseguiu identificar que o impacto ambiental de veículo de passageiros depende de outras características do motor, como velocidade e lambda. Acredita-se que este estudo pode fornecer subsídio para tomadas de decisão em políticas de transporte no país.

Palavras-chave: impacto ambiental; logística; emissões; combustível alternativo.
Área de Concentração: Gestão de Sistemas de Operação
Linha de Pesquisa: Redes de Empresas e Planejamento da Produção


Título: Cadeia de suprimentos do café: produção, comercialização e logística
Autor(a): Paula Ferreira da Cruz Correia
Orientador(a): Prof. Dr.João Gilberto Mendes dos Reis
Data: 10/12/2020
Resumo: Um dos setores que está em evidência na economia mundial é o agronegócio dos países em desenvolvimento, que destaca-se como uma das principais atividades econômicas. No Brasil, o setor transita de grandes latifúndios a propriedades familiares, baseado no meio de vida, exportação e comércio. O agronegócio brasileiro tem participação nas exportações mundiais de grãos, frutas e cereais, responsável por uma fatia de 21,1% do seu produto interno bruto. O país destaca-se como o maior produtor e exportador mundial de café verde e, atualmente, o café brasileiro tem significativa aceitação mundial. Hoje, o país é responsável por exportar cerca de 40% de todo café consumido no mundo. Esta dissertação busca compreender o funcionamento da produção de grãos de café e seu comércio, o papel brasileiro e a influência logística, buscando um entendimento da cadeia e apresentando propostas que possam servir para aumentar a competitividade do grão de café brasileiro no mercado internacional, mediante uma perspectiva de Engenharia de Produção. Para esse fim foram produzidos 5(cinco) artigos que buscaram: (1) identificar os principais Estados produtores, os corredores de exportação, a logística envolvida e os entraves enfrentados; (2) realizar um comparativo da produção de grãos de café dos principais países produtores, destacando-se o Brasil como o principal ator mundial em relação ao seu principal concorrente na América Latina, a Colômbia; (3) conhecer o processo produtivo e de escoamento baseado na prática empresarial; (4) explorar a cadeia produtiva do grão realçando a logística, os corredores de exportação e os entraves enfrentados; e, (5) discutir as questões econômicas e ambientais para o escoamento da produção de grãos de café. Os resultados principais da dissertação são: (1) o predomínio da produção na região sudeste, principalmente no Estado de Minas Gerais; (2) a Alemanha é o principal importador de café brasileiro, utilizando-o para produzir blends e reexportar para toda Europa; (3) O Brasil é o maior produtor de café, entretanto, o café da Colômbia tem um maior reconhecimento de qualidade no mercado internacional; (4) a logística tem papel essencial na produção e exportação de café; (5) o critério mais importante para comercialização do produto é o marketing, gerando vantagens ao produtor para que consiga se dedicar ao mercado premium; (6) Para ser mais efetiva, econômica e ambientalmente correta, a logística do café deveria adotar veículos de transporte maiores, gerando menor volume de gases nocivos por tonelada transportada. O presente trabalho foi realizado com apoio da Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior - Brasil (CAPES) - Código de Financiamento 001

Palavras-chave: Cadeia Produtiva do Café; Rede de Exportação de Grãos; Agronegócio; Comércio do Café; Logística.
Área de Concentração: Gestão de Sistemas de Operação
Linha de Pesquisa: Redes de Empresas e Planejamento da Produção
Grupo de Pesquisa da UNIP cadastrado no CNPq: RESUP - Grupo de Pesquisa em Redes de Suprimentos


Título: Indústria 4.0: cenários da transição do segmento automotivo brasileiro
Autor(a): Sergio Miele Ruggero
Orientador(a): Profa. Dra. Márcia Terra da Silva
Data: 16/12/2020
Resumo: As empresas do segmento automotivo têm relevante participação no cenário econômico nacional. A Indústria 4.0, parte integrante da Quarta Revolução Industrial, tem influenciado o mundo dos negócios, especialmente o setor produtivo, a partir do uso de novas tecnologias. Este trabalho tem por objetivo avaliar como as indústrias do segmento automotivo, no Brasil, vêm conduzindo o processo de transição para a Indústria 4.0. O desenvolvimento da pesquisa de natureza quali-quantitativa deu-se por meio de surveys aplicadas a gestores de empresas do segmento automotivo e indústrias em geral. Os principais resultados apontaram como impedimentos à transição a falta de conhecimento sobre o tema, a baixa utilização de novas tecnologias e o nível de investimento insuficiente. Quanto à expectativa de ganhos, destacam-se o aumento de produtividade e a redução de custos. Em relação aos estágios para implantação de novas tecnologias, as empresas mostraram que ainda se encontram nos estágios iniciais, isto é, ainda estão dando os primeiros passos para realização da transição, sendo que o lean manufacturing aparece como um importante facilitador.

Palavras-chave: Indústria 4.0; Lean Manufacturing; Segmento Automotivo.
Área de Concentração: Gestão de Sistemas de Operação
Linha de Pesquisa: Redes de Empresas e Planejamento da Produção
Grupo de Pesquisa da UNIP cadastrado no CNPq: Indústria 4.0: Aspectos Tecnológicos, Econômicos, Sociais e Ambientais